Com bloqueio das rodovias, preço do combustível sobe em Tangará da Serra

Gasolina chega a custar R$3,97 em alguns postos

Os consumidores Tangaraenses começaram a sentir no bolso o efeito da paralisação dos caminhoneiros. O combustível teve um aumento significativo nesta semana. Como já foi divulgado pelo Diário da Serra em edição anterior, poucos postos ainda fornecem gasolina e diesel, a maioria está comercializando somente o etanol. Uma pesquisa realizada pela reportagem apontou que em Tangará da Serra o valor da gasolina comum em alguns postos de combustíveis chegou, na tarde desta quinta-feira, 26, a custar R$3,97 e a gasolina aditivada R$3,99, o que indica um aumento de quase 14%.

O aumento repentino do combustível assustou os motoristas que precisaram abastecer os veículos, Carlos Almeida está preocupado com a situação. “Semana passada já sofremos com o aumento que teve em todo o país e agora como o combustível não está chegando até os postos, quem tem armazenado subiu ainda mais os preços, a condição de quem depende de carro ou moto para trabalhar ficou muito mais difícil”, reclamou o consumidor.

O preço do etanol varia entre R$2,12 e R$2,29, enquanto o diesel chegou ao valor de R$3,39.

Redação DS

Trânsito passa a ser mão única em ruas dos bairros Tarumã

Todas as ruas do grande Tarumã serão sinalizadas

Com o objetivo de melhorar a acessibilidade e mobilidade das pessoas e veículos no espaço urbano, que a Superintendência de Trânsito de Tangará da Serra está promovendo mudanças em diversos bairros do município, entre eles o grande Tarumã, que envolve desde o Jardim Tarumã até o Parque Tarumã. 

Esse trabalho, segundo o superintendente de Trânsito, Tony Hirota, consiste na sinalização de todas as ruas dos bairros, assim como a mudança de sentido nas vias públicas para o sistema binário – uma alternativa que virou tendência nas grandes cidades. “As ruas do Tarumã são muitos estreitas [sete metros] e uma das discussões na questão de mobilidade urbana é que o sistema binário, de mão única, é mais seguro para o condutor, para o pedestre e para a população em geral”, explica, ao destacar que o sistema, que consiste em transformar vias paralelas de mão dupla em ruas com um único sentido, é visto como solução para dar mais fluidez ao tráfego de vias rápidas e muito movimentadas.

“A partir da aprovação do Plano Diretor, vamos iniciar uma discussão de mobilidade urbana e na oportunidade já apresentar que o município tem padrão de mão única em toda a cidade”, acrescenta, ao comentar ainda que a ideia é ampliar o sistema, gradativamente. “Por isso pedimos aos motoristas e pedestres que redobrem a atenção para as mudanças que estão ocorrendo nesses locais e comecem a observar as placas”. Para facilitar para que os motoristas possam entender e assimilar as mudanças, um trabalho de conscientização nesses locais será realizado, especialmente nas ruas Deputado Hitler Sansão (10) e José Corsino (12), no Jardim do Lago, próximo a unidades escolares. 

Para todo este trabalho foram investidos R$ 384.641,00, entre placas, postes de madeira, tinta viária, tachões, cola para tachões e cones de sinalização. Somente para sinalização vertical foram adquiridas entre 2014 e 2015 um total de 2,2 mil placas de sinalização viária.

Fabíola Tormes - Redação DS

Prefeito cria a Semana da Mulher Tangaraense

Prefeito e Primeira Dama preparam eventos para homenagear as mulheres

O Prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, com o objetivo de homenagear as mulheres do Município, decretou a criação da Semana da Mulher Tangaraense. A ação acontece em parceria com a Sala da Mulher coordenada de forma voluntária pela primeira-dama Helena Simões Matias Junqueira.
O Decreto possui três artigos e estabelece que a Sala da Mulher, através de parcerias com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Assistência Social, organizará as programações, realizações e eventos da Semana. “A criação do Decreto é uma forma de homenagear as mulheres. Toda homenagem ainda será pouco para manifestar a importância da mulher na sociedade atual”, destacou o prefeito.

Junqueira definiu o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, como data da realização das principais ações alusivas à Semana da Mulher Tangaraense. “A Sala da Mulher está preparando uma grande programação de eventos que inicia na próxima semana. Contamos com parceiros importantes para realização de ações que beneficiarão desde a comunidade como um todo à prestação de homenagens a mulheres que se destacaram durante os 39 anos de fundação de Tangará da Serra”, salientou a primeira-dama, Helena Junqueira.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMTS

Executivo finaliza discussões públicas para revisão do Plano Diretor

Trabalho foi encerrado com a III Conferência Municipal, realizada na última sexta-feira

A Prefeitura de Tangará da Serra, através da Comissão Especial do Plano Diretor, finalizou na noite da última sexta-feira, 20 de fevereiro, o processo de discussão pública para revisão do Plano Diretor Participativo de Tangará da Serra, com a realização da III Conferência Municipal do Plano Diretor Participativo. O evento foi realizado no auditório do IFMT.

“O objetivo da conferência é analisar as propostas que vieram da sociedade e destinadas a serem inseridas dentro do regulamento do Plano Diretor”, explicou o presidente da Comissão Especial do Plano Diretor, sociólogo Juliano Borges, ao destacar que as todas as propostas foram apresentadas, discutidas e aprovadas pelos delegados presentes durante o evento. “Então hoje [sexta-feira] é a fase final de discussão pública em que esta sendo condensado esses cinco meses de trabalho”.

Ainda de acordo com o responsável, a partir de agora, com a definição das propostas, será elaborado o documento final, base da minuta do Projeto de Lei Complementar, que será encaminhada para a Câmara Municipal. “Tecnicamente foi um bom trabalho bastante positivo, em que tivemos apenas problemas de participação popular durante as leituras comunitárias, mas as que realizamos foram bastantes qualitativas. Então avaliamos como positiva em termos de cronograma de trabalho, onde cumprimos todo ele e hoje, dentro das discussões públicas, encerramos com a Conferência. Porém o trabalho continua até a elaboração do documento final que será enviado ao Legislativo Municipal”, finaliza.

Fabíola Tormes - Redação DS

Criação de Fundo Municipal de Políticas sobre Drogas volta a ser discutida em 15 dias

Os vereadores tangaraenses aprovaram vistas ao Projeto de Lei Complementar 22/2014 que institui o Fundo Municipal de Políticas sobre Drogas (FUMPOD) em Tangará da Serra. O pedido aprovado na sessão ordinária desta quinta-feira, dia 19, foi feito pelo vereador Professor Sebastian (Pros).

Agora o projeto continua a ser analisado pelos parlamentares e volta a ser votado em 15 dias. Se a proposta for aprovada o fundo será constituído com base em recursos próprios do orçamento do Município de Tangará da Serra e com recursos suplementares. O objetivo do fundo é destinar recursos para suprir despesas com atendimento do Programa Municipal de Políticas sobre Drogas.

Antes de ir ao Plenário, para ser votado, o PLC 22 passou pelas comissões permanentes da Câmara, onde recebeu parecer dos vereadores Luiz Henrique Barbosa Matias (PTB), Melquezedeque Ferreira Soares (PMDB) e Rogério Silva (Pros), da Comissão de Legislação Justiça, Redação Final e Eficácia Legislativa; dos vereadores Azenate Carvalho (PMDB), Professor Vagner e Dona Neide (PSD), da Comissão de Finanças e Orçamento; e dos vereadores Professor Sebastian (Pros), Dona Neide e Azenate Carvalho, da Comissão de Saúde, Assistência Social, Cidadania e Direitos Humanos.
A proposta, de autoria do Poder Executivo, prevê que o FUMPOD ficará subordinado diretamente ao Órgão Fazendário Municipal, que se incumbirá da execução orçamentária e do cronograma físico-financeiro da proposta orçamentária anual, a ser aprovada pelo Plenário do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (COMPOD).

Além disso, para constituir as receitas do FUMPOD serão utilizadas dotações orçamentárias próprias do Município; repasses, subvenções, doações, contribuições ou transferências de recursos de pessoa física ou jurídica de direito público ou privado, ou ainda, de entidades nacionais, internacionais, organizações governamentais e não governamentais; e receitas de aplicações financeiras de recursos do Fundo realizadas na forma da Lei; além de produtos de convênios firmados com entidades financiadoras; doações em espécies feitas diretamente ao fundo; e outras receitas que venham a ser legalmente instituídas.

Os recursos serão depositados em conta especial em instituição bancária, sob a denominação - Fundo Municipal de Políticas sobre Drogas e poderão ser aplicados no financiamento total ou parcial de programas e procedimentos que visem alcançar as metas propostas na política municipal sobre drogas; na promoção de estudos e pesquisas sobre o problema do uso indevido e abuso de drogas; na aquisição de material permanente, de consumo e outros necessários ao desenvolvimento do programa; e na construção, reforma, ampliação, aquisição ou locação de imóveis para prestação de serviços necessários à execução da Política Municipal sobre Drogas.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa
Camara Municipal de Tangará da Serra-MT

Das mãos de Sommavilla, Grupo Estrela do Oriente recebeu homenagem na Câmara

O Grupo de Reis “Estrela do Oriente” recebeu, nesta quinta-feira, dia 19, uma Moção de Aplausos, Reconhecimento e Congratulações. A homenagem concedida pela Câmara Municipal de Tangará da Serra foi proposta pelo vereador Sílvio Sommavilla (PV) e aprovada por todos os vereadores.

A homenagem, de acordo com o autor da propositura, visa reconhecer os trabalhos do Grupo de Reis Estrela do Orientem fundado 1990 e atuante até os dias de hoje, atualmente coordenado pelo o senhor Sebastião de Oliveira Pinto. “Nota-se que a Cultura está sendo preservada em nosso Município, assim considerando o importante trabalho que o Grupo de Reis Estrela do Oriente vem desempenhando ao longo desses anos em nossa cidade, e ainda considerando o empenho dos mesmos em trazer alegria e felicidade a toda a população Tangaraense, apresentamos a proposta de reconhecimento”, afirma Sommavilla.

O grupo homenageado é atualmente formado por 15 componentes, entre eles cantadores e tocadores de instrumentos de corda e percussão, além de palhaços e bandeireiro. De acordo com a tradição da folia de reis o grupo de cantadores e instrumentistas fantasiados percorre toda cidade entoando versos relativos à visita dos Reis Magos ao Menino Jesus. Durante as visitas nas residências muitas famílias contribuem com doações para a realização de uma grande festa de encerramento.

HOMENAGEADOSNa sessão ordinária desta quinta-feira, dia 19, receberam a homenagem: o mestre embaixador do grupo, Sebastião de Oliveira Pinto, o Tatão; o contra-auto Evânio Francisco Borges, o primeira-voz Vivaldo Pereira dos Santos, o Macuco; o resposta da segunda voz Jonas Silva dos Reis; quarta-voz Erotides Borges da Silva; quinta-voz Geraldo Melato; sexta-voz Sizonando Pereira dos Santos, conhecido como Sizoca; o sétima-voz Valírio Antônio dos Santos, conhecido como Preto; Jauir Borges da Silva, do acordeom; Nilso Antônio dos Santos, da caixa; e os palhaços guardiões João José da Silva, Arvino Rodrigues, José Donizete Cazuza, Pedro Inácio da Silva, e Aparecida da Silva Pinto.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Tangará da Sera-MT

Escolas do Médio Norte serão visitadas pelo secretário de Estado

O secretário irá percorrer vários municípios como Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Pontes e Lacerda, Barra do Bugres e Nova Olímpia

O secretário de estado de Educação, Permínio Pinto, recebeu na última semana a visita do deputado estadual Saturnino Masson e do prefeito de Nova Olímpia, Cristóvão Masson, que apresentaram ao chefe da pasta várias demandas ligadas à educação – de reformas de escolas à continuidade das parcerias firmadas anteriormente.

Conforme o parlamentar, as unidades de ensino dos municípios que integram a sua região “possuem problemas”.

No entanto, a pauta considerada mais importante para a comitiva foi a confirmação de uma visita do secretário Permínio na região. “Precisamos que ele veja in loco os nossos problemas. A presença de um secretário de Estado em nossa região é a garantia que temos de que de tudo será resolvido”, disse o deputado.

A visita, marcada para março, vai percorrer vários municípios do médio Norte e Noroeste, como Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Pontes e Lacerda, Barra do Bugres e Nova Olímpia. (Com informações da Assessoria de Imprensa da Seduc/MT).

Nélson Alves - Assessoria

Tangará Open de Jiu-jitsu acontece dia 22 de março

A primeira edição superou todas expectativas

Acontece no dia 22 de março, em Tangará da Serra, a 2ª Edição do Tangará Open de Jiu-jitsu, evento que tem a realização da Secretaria Municipal d Esportes de Tangará da Serra em parceria com as academias Coliseum Tem, ACT Jiu-jitsu e ainda Fusion Team. O evento será realizado no Ginásio Douglas Poyane, localizado na Vila Olímpica Rei Pelé. De acordo com a organização nesta edição o evento homenageará o senhor José Kadooca “im memorian”.
A organização informa que no dia 22 será realizado às 8h o congresso técnico da competição para a explanação das regras, já ás 9h terá início oficialmente o campeonato. Às 10h acontecerá a abertura oficial do open com entrada das equipes. “Queremos informa que para enviar as inscrições o interessado deve enviar um email para o endereçotangaraopen@gmail.com, contendo nome completo do atleta ou dos atletas caso seja equipe da academia, faixa, idade e peso”, informou a organização, salientando ainda que os interessados ou dúvidas poderão entrar em contato pelos telefone: (065) 9626-2278/ 9915-8925/ 9625-3562.

Apoio: Prefeitura Municipal de Tangará da Serra, Policia Militar, Força Tática da Policia Militar e Projeto Estrela da Serra.

Luciano Góis - Redação DS

Folia mobiliza cidades de Mato Grosso, atrai turistas e garante a agitação

Em Arenápolis, expectativas estão sendo superadas

Como em Tangará da Serra não está sendo realizado o tradicional Carnaval, a população buscou alternativas em outras cidades da região. Em Arenápolis, por exemplo, o evento superou as expectativas, com uma programação diversificada e pautada no gosto popular. A festa iniciou no dia 12, às 19h, na Praça da Independência e se estende até amanhã, 17 de fevereiro, no Centro de Eventos Municipal. Outra novidade é a coroação da Rainha e do Rei Momo, Cleici Alves e Roberto Diego Quinteiro. A celebração foi realizada na abertura da festa, dia 12, na Praça da Independência com a entrega da chave da cidade.

Na Capital, a folia tradicional acontece no Centro Histórico, na Praça da Mandioca, desde a sexta , 13, até o dia 17, último dia do carnaval, sempre das 21h às 3h. Para a festa são esperadas 20 mil pessoas. Também na despedida do carnaval acontece na Avenida Mato Grosso o desfile dos cinco blocos e da única escola de samba de Cuiabá. A novidade deste ano é a premiação dos participantes. O primeiro lugar recebe R$ 55 mil. Já o último colocado leva R$ 25 mil. A escola de samaba receberá a premiação de R$ 40 mil.

Há 27 km de Cuiabá, em Santo Antônio do Leverger, o destaque do carnaval fica por conta dos nomes irreverentes dos blocos. As manifestações folclóricas típicas do Siriri e Cururu, além das lendas como minhocão e mula sem cabeça também são referência na festa da cidade. O secretário de Cultura do município, Fábio Teixeira, explica que neste ano, o bloco Seu que Brilha homenageia os 150 anos de Marechal Cândido Rondon. Estão previstos 6 palcos fixos para apresentação dos blocos, além dos grupos menores, que se concentram nas próprias casas dos foliões. Pela noite, os blocos fazem o circuito nas avenidas Santo Antônio e Osvaldo Teixeira. São esperadas quase 30 mil pessoas para curtir o carnaval em Santo Antônio de Leverger.

Já folia carnavalesca de Diamantino, que ocorre até o dia 17 de fevereiro, tem uma temática ambientalmente correta, a decoração do Carnaval de rua homenageará o cerrado mato-grossense. (Com informações RD News).

Rodrigo Soares - Redação DS

Saúde realiza dia D+1 para combater a Dengue

Devido o alto índice de larvas encontradas através do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes Aegypti (LIRAa) diagnosticado no final do mês de janeiro, a Secretaria de Saúde de Tangará da Serra, por meio da Vigilância Ambiental realizou ontem o dia “D+1” de combate a Dengue e Chikungunya. Os bairros mais afetados e que receberam a orientação foram Tangará I, Jardim Itália, Jardim América, Jardim do lago e Morada do Sol. Devido a chuva os trabalhos devem se estender até amanhã para finalizar a campanha.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Ambiental, Cristiane Pereira foi disponibilizado 60 agentes de endemias para fazer a inspeção nestes bairros. Até amanhã a meta é vistoriar 2200 residências para que possam eliminar as larvas. “Infelizmente as pessoas não estão conscientes de que precisam fazer a sua parte. O mau condicionamento do lixo é o grande causador da proliferação do mosquito”. 

Neste período chuvoso, a infestação é maior, explica à coordenadora. “Então solicitamos que não somente os bairros mais afetados pela proliferação do mosquito, mas toda a população se conscientize e faça a limpeza regular em sua casa a fim de nos mantermos longe dos criadouros. Os locais onde receberam a visita dos agentes estão em estado de alerta. Nosso trabalho é preventivo, não queremos que a cidade sofra um surto da doença”.

Junto com os agentes está também uma equipe de agentes comunitários da Atenção Básica, pois se encontrarem algum morador com sintomas da dengue será encaminhado para uma Unidade de Saúde para fazer o exame, ter o auxílio adequado pelo medido e ainda notificamos para estarmos bloqueando a área, salientou Pereira.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMTS

Câmara aprova projeto que prevê a contratação de técnicos esportivos

Projeto foi aprovado por unanimidade

A Câmara Municipal de Tangará da Serra realizou durante a tarde desta terça-feira, 10 de janeiro, a 2ª Sessão Ordinária do ano, oportunidade em que entrou em discussão seis Projetos de Leis. Entre eles, a Secretaria de Esportes solicitou autorização do Poder Executivo, a fim de realizar Teste Seletivo para contratação de novos técnicos. De acordo com o Projeto de Lei, os novos funcionários deverão ser contratados para atuar nas modalidades desportivas de handebol, futsal, basquetebol, voleibol, futebol de campo e atletismo, “contribuindo na formação esportiva, educacional e social das crianças e adolescentes”, cita parte do projeto.

Apesar de ter gerado uma série de discussão durante a fala livre dos parlamentares, os vereadores aprovaram por unanimidade o pedido do Teste Seletivo, que foi apreciado em primeiro bloco. Na tribuna, o vereador Professor Sebastian ( Pros) foi um dos que usou sua fala para defender a realização do Teste Seletivo. “Se dissermos não e rejeitarmos, esse projeto pode não retornar mais”, afirmou o vereador.

Ainda durante o primeiro bloco, outro Projeto de Lei foi apreciado pelos parlamentares tangaraenses, sendo de nº 05/2015, que solicitava abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 229 mil, para custear despesas da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Serviços. Por unanimidade, os vereadores tangaraenses aprovaram o projeto, que tem como intuito promover o fomento do comércio local com apoio irrestrito à atividade comercial e prestação de serviço.

Fonte: Rodrigo Soares - Redação DS

Iniciativa privada não realizará Carnaval por falta de motivação popular

O Carnaval já há alguns anos deixou de ser matéria de gosto popular do tangaraense, que prefere muito mais eventos de cunho sertanejo do que propriamente os ritmos embalados durante as noites de carnaval popular.

A diminuição drástica na preferência do tangaraense pelas festas de Carnaval começou ainda em 2009 com a proibição judicial de utilização da Praça dos Pioneiros para a realização do evento. À época um conjunto de moradores reuniu abaixo assinado solicitando a proibição da festa no local sob a alegação de indivíduos promoverem baderna e desordem em toda a área comercial e residencial daquela região.

Ainda em 2010 o Carnaval foi transferido para as proximidades do Cristo, na entrada da cidade, mas o público rejeitou a ideia e a partir daí todas as edições do evento entraram em declínio. Agora em 2014, nem mesmo a iniciativa privada demonstrou interesse na realização da festa. "Temos a informação confirmada de que o Café Viola não fará Carnaval, assim como a AABB e também o TTC que já teve tradição em fazer essa festa. Isso se deve a falta de motivação popular, as pessoas estão optando por outras atividades e festas, como o sertanejo que tem ganhado muito mais espaço", explicou o Secretário de Turismo, José Bernadino.

SERTANEJO - O Secretário informou que o sertanejo tem se tornado o grande destaque dos principais eventos do país, como por exemplo o próprio Carnaval da Bahia que esse ano contará com apresentações de Jorge e Matheus, Israel Novaes e Lucas Lucco. "A imprensa do Brasil inteiro noticiou inclusive as dificuldades de realização do evento em Salvador, da crise financeira e da falta de incentivos. Além disso podemos perceber que o Carnaval está ganhando uma nova roupagem, que é o sertanejo começando a dominar também esse espaço", concluiu Bernadino.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMTS

441 casos de Aids confirmados em Tangará da Serra e região

Número é considerado preocupante, aumentou de 375 para 441 novos casos

O número de Aids- HIV registrados e confirmados pelo Centro de Testagem Aconselhamento e Serviço de Assistência Especializada (CTA/Sae) é preocupante em Tangará da Serra e região. Somente do ano passado (mês específico não divulgado) até a última sexta-feira, dia 06 de fevereiro, o número aumentou de 375 novos casos para 441, o que representa um crescimento de quase 15%. Contudo, esse número pode ser ainda maior. De acordo com o Ministério da Saúde, para cada uma pessoa que sabe que têm HIV, existem outras quatro que ao menos desconfiam ter o vírus.

Segundo informações da enfermeira do CTA-Sae, Stella Giansante, a estatística é considerada alta. “No ano passado foram 66 novos casos na região. O Ministério da Saúde definiu que todos os pacientes que tem HIV serão notificados para tratamento, e não somente quem estiver com a Aids”, comentou a enfermeira, ao destacar que os números correspondem a toda regional que o CTA-Sae atende, sendo eles Arenápolis, Barra do Bugres, Campo Novo, Denise, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Porto Estrela, Santo Afonso, Sapezal e Tangará da Serra.

Segundo ela, apesar da maioria da população se preocupar somente com a Aids, enfermidade que ainda não têm cura, outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) também podem ser contraídas da mesma forma. “Então é importante que as pessoas se previnam. Independente das ações que tenham, ou pro carnaval ou mês da mulher, o CTA diariamente está fazendo testes rápidos e aconselhamento. A gente tem equipe para atender a população aqui todos os dias”, informou Stella. 

Nos últimos sete anos, 5.367 novos casos de Aids foram registrados em Mato Grosso. Do total, 26,15% dos infectados são adolescentes e jovens, um seguimento populacional cuja contaminação está associada ao ato sexual sem preservação. 

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), 40% dos jovens não usam preservativo em todas as relações sexuais e possuem mais parceiros casuais, o que aumenta o risco contrair o vírus HIV, além de uma gravidez indesejada e outras DSTs, como herpes, sífilis, HPV, que neste último caso pode causar o câncer do colo de útero.

Fonte: Rodrigo Soares - Redação DS

Serraprev elege novo Presidente do Conselho Previdenciário

O Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Tangará da Serra (Serraprev) elegeu na manhã de ontem o novo Presidente do Conselho Previdenciário. O servidor José Sampaio foi escolhido pelos demais membros e ocupará a presidência por um ano. Essa não é a primeira vez que Sampaio é eleito para ocupar alguma outra função dentro do serviço público, ele já foi chefe do Departamento de Fiscalização.

O mandato do Presidente do Conselho Previdenciário do Serraprev é de 12 meses, sem direito de concorrer a reeleição. Como função o Presidente tem o dever de auxiliar a administração do órgão como um todo. Além do Presidente, a direção do Conselho é formada por 13 membros.

De acordo com o Diretor Executivo do Serraprev, Heliton Luiz de Oliveira o conselho é formado por cinco servidores ativos eleitos de forma direta, além de dois representantes do Poder Executivo, dois da Câmara, um do Samae, um aposentado, uma pensionista e um representante do Sindicato dos Servidores Públicos.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMTS

Cerca de R$ 400 mil foram investidos em materiais e brinquedos pedagógicos

Foram entregues na última sexta-feira para os Centros Municipais de Ensino de Tangará da Serra materiais e brinquedos pedagógicos destinados a educação infantil. O investimento foi de aproximadamente R$ 400 mil.

Para o Prefeito, Fábio Martins Junqueira esse é o resultado de todo um trabalho almejando as melhorias na educação. “Estou muito feliz, pois este material é importante para as escolas. Enriquece o aprendizado tornando mais prazerosa a atividade docente. É bom poder possibilitar a distribuição desta ferramenta de trabalho para começar o ano letivo com mais recursos. Parabenizo toda a equipe da Semec e todos os diretores que irão receber esse material, bem como a secretária de Educação Iolanda Garcia e todas as secretarias que deram sustentação para que isso pudesse ser concretizado, a Administração realizando o processo licitatório para aquisição e também para armazenar através dos departamentos de Patrimônio e Almoxarifado e a secretaria de Fazenda efetuando o pagamento. Todos estão de parabéns, essa equipe maravilhosa da Prefeitura que se envolve para que as coisas aconteçam e se concretizem”.

Todas as 23 unidades de ensino receberam kits e brinquedos educativos para complementar as atividades pedagógicas e para nós é uma satisfação poder melhorar ainda mais o aprendizado com este material, ressalta Garcia.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMTS

Tangará registra saldo positivo na geração de emprego

Tangará da Serra registrou no ano passado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) maior número de empregos formais gerados do que desempregados. O saldo positivo foi confirmado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, que informou ainda que o Município foi um dos poucos a gerar mais empregos do que demissões em Mato Grosso.

De acordo com os dados revelados pelo CAGED, de janeiro de dezembro do ano passado, Tangará da Serra gerou 12.902 contratações formais, que são aquelas em que o empregador assina a carteira de trabalho do contratado. "Através dos dados informados pelo Cadastro se é possível concluir que, apesar das dificuldades econômicas enfrentadas pelo país em 2014, Tangará avançou e fechou seu saldo de geração de empregos de forma positiva", salientou o Prefeito, Fábio Junqueira.

O CAGED foi criado pelo Governo Federal, que instituiu o registro permanente de admissões, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O órgão informa também o número de demissões que foram realizadas na cidade. Segundo o cadastro, houveram 12.570 desligamentos, parcela considerável desses dados são os empregos temporários que também são registrados, porém, com período de duração inferior.

CAGED - O Cadastro Geral serve como base para a elaboração de estudos, pesquisas, projetos e programas ligados ao mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que subsidia a tomada de decisões para ações governamentais. É utilizado, ainda, pelo Programa de Seguro-Desemprego, para conferir os dados referentes aos vínculos trabalhistas, além de outros programas sociais.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Rogério Silva diz que Carnaval popular fomenta comércio e lamenta não realização

Rogério Silva (Pros) disse esta semana que lamenta a não realização do Carnaval Popular em Tangará da Serra. O vereador lembrou que entre os anos de 2005 e 2009 a festa foi realizada pela Prefeitura, fomentando as vendas de roupas, calçados, bebidas, combustíveis e outros setores como o imobiliário – com a locação de casas de festas – e hoteleiro, além de restaurantes e outros.

“Não vamos negar que há coisas que estão indo muito bem na cidade, mas há situações que temos que criticar. Crítica construtiva, que fique claro, mas é preciso dizer. (...) Quem governa, governa para todos: os que querem Carnaval e os que não querem; os que compreendem a importância deste evento para a economia da cidade, e os que não veem no Carnaval vantagem alguma. Uma gestão pública e democrática, tem que atender a população. O recurso público é para a população”, disse o vereador.

Segundo Rogério Silva, é de conhecimento público que o Carnaval popular movimenta toda a economia da cidade, gerando empregos temporários, aumentando as vendas no comércio e gerando renda para prestadores de serviços.

“Em Tangará da Serra um Carnaval bem organizado, como foi feito em anos anteriores com o nome “Folia e Paz na terra dos Tangarás” a cidade conseguiu resgatar a credibilidade do Carnaval em Tangará, inclusive, concorrer com vários municípios circunvizinhos, fomentando a cultura nacional, o turismo, o comércio com vendas de vestuário, farmácias, postos de combustível, setor imobiliário, alimentação, hoteleiro”, afirmou Rogério Silva.

O vereador lembrou que a notícia de que não haverá Carnaval em Tangará da Serra já se repete há três anos. “E nestes três anos votamos aqui nesta Casa a peça orçamentária sempre trazendo a previsão de recursos para o Carnaval. (...) Então, se ano que vem não haverá a festa popular, que nem façam a previsão no orçamento!”, afirmou o vereador.

JUSTIFICATIVA – Rogério Silva comentou a justificativa apresentada pelo secretário municipal de Turismo, José Bernardino, para a não realização da festa. “sobre a informação do secretário, de que a população tangaraense está desacreditada em relação ao Carnaval em Tangará, é preciso dizer o seguinte: Se está desacreditada, quem o fez foi a própria gestão nestes últimos três anos. E desafio, acredito que ano que vem também não haverá Carnaval. E se não tiver, então que nem coloque na peça orçamentária”, concluiu.

Marcos Figueiró 
Assessoria de Imprensa

Centro Cultural passa por readequações

O Centro Cultural de Tangará da Serra “Pedro Alberto Tayano Filho” passapor readequações funcionais, a fim de melhorar a utilização dos espaços. A nova estruturação iniciou no final de dezembro e deve seguir até o final de fevereiro, retomando as atividades com as oficinas em março.

De acordo com o coordenador de Cultura, Anselmo Parabá essa mudança foi necessária para que cada espaço torna-se independente podendo oferecer as oficinas com mais qualidade. “O trabalho inicial foi realizado nos telhados e calhas para isolar as goteiras e agora estamos na parte interna, onde teremos salas mais amplas, arejadas e adequadas para as aulas que serão ministradas, teatro, dança, artes plásticas, música, artesanato. Dentre as dificuldades que enfrentávamos era complicado executar aula de música próxima a biblioteca, agora com estas alterações, todas as salas poderão funcionar simultaneamente sem a perda do aprendizado. Todo esse planejamento foi pensado para que pudéssemos aproveitar cada local da melhor maneira possível”, relata.

Ainda serão adaptadas duas salas de multiuso para reuniões, formação e capacitação. Antes quando precisava de um espaço para estas atividades era usado o anfiteatro que comporta 300 pessoas. Desta forma será possível atender a demanda com menos custos. A Sala de Memória também sofre alterações para melhorar sua usabilidade, bem como se um dia houver a possibilidade de transformá-la em um museu, já estará com a estrutura adequada conforme as exigências para este local, explica Parabá.

Este ano, além das oficinas no Centro Cultural a população tangaraense terá a oportunidade de participar de oficinas nos bairros. Serão oferecidas aulas de dança, coral infantil, coral adulto, e mais novidades para 2015, em breve a programação será divulgada.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMTS