Abertas as inscrições para Concurso de Danças de Quadrilhas

No ano passado a participação foi expressiva

Junho esta quase chegando e com ele o cheirinho de milho cozido, pipoca, quentão, arroz doce e muitas outras iguarias típicas das festividades que o mês reserva. O período é também uma oportunidade para dançar ‘quadrilha’ e tirar a camisa xadrez do armário, a calça remendada e o vestido caipira para curtir as festanças.

Para dar um empurrãozinho nas tradições juninas, a Prefeitura Municipal de Tangará da Serra, por meio das Secretarias Municipais de Turismo e Educação e Cultura promoverão nos dias 8, 9 e 10 de junho a 17ª edição do Arraiá da Serra e o 18º Concurso de Danças de Quadrilhas ‘Viva São João’, que tem como objetivo incentivar e preservar as tradições juninas, bem como a apreciação estética e a integração de toda a sociedade tangaraense.

De acordo com o coordenador do Departamento de Cultura, Anselmo Parabá, as inscrições para o concurso de danças já estão abertas e seguem até o dia 2 de junho, às 17h. “A Semec, através do Departamento de Cultura, organiza o concurso de danças juninas e nesta edição estaremos recebendo as inscrições das escolas, instituições e grupos independentes”, convida o responsável, ao lembrar que no ano passado a participação foi expressiva e a expectativa é manter e até mesmo aumentar o número de grupos. “Então dia 2 de junho finalizamos as inscrições e assim, após isso, distribuiremos os inscritos que irão competir”. 

Aos interessados, o concurso é dividido em três categorias – de 7 a 12 anos; acima de 13 anos; e grupos independentes. “Poderão concorrer todas as escolas de ensino fundamental, médio e superior do município, bem como entidades, sociedades constituídas e quaisquer grupos organizados de Tangará e região”, explica Parabá, ao ressaltar que cada grupo poderá participar com apenas uma dança, que deverá ter no máximo 25 minutos de duração, incluso a encenação teatral e dança. 

Àqueles que participarem, adianta o responsável, serão julgados por uma comissão, que avaliará a coreografia, figurinos e adereços, sincronia dos dançarinos, casal de noivos, originalidade da dança, desenvolvimento cênico (tema), criatividade, puxador, torcida organizada e a pontualidade.
PREMIAÇÃO – Serão premiados os primeiros, segundos e terceiros lugares de cada categoria, sendo uma TV LCD aos campeões, um celular aos vices e troféu aos classificados na terceira colocação.

Turismo ultima preparativos para Arraia da Serra

Assim como o Departamento de Cultura de Tangará da Serra que está a todo o vapor para o 18º Concurso de Danças de Quadrilhas ‘Viva São João, a Secretaria Municipal de Turismo está trabalhando para finalizar os preparativos para o 17º Arraiá da Serra.

O evento acontecerá nos dias 8, 9 e 10 de junho, oportunidade que a família tangaraense poderá acompanhar uma programação de shows, danças folclóricas e barracas de comidas típicas. “Estamos em parceria com a Semec realizando mais um Arraiá da Serra (…) Por parte da Secretaria de Turismo estamos nos trâmites finais, com a contratação da banda que irá animar as três noites do evento e também a finalização das barracas, com as comidas típicas”, adiantou o secretário de Turismo, José Bernadino Filho, ao destacar que o tradicional ‘Frango no rolete’ já garantiu a presença no evento (neste ano em parceria com a Apae). “E outras entidades que quiserem participar devem nos procurar o mais rápido possível na Secretaria de Turismo”.

O evento, assim como em anos anteriores, acontecerá no Módulo Esportivo. “Sempre lembrando que é uma festa para toda a família, com horário para começar às 19h e término às duas da manhã”.

Por Fabíola Tormes - Redação DS

GRÁFICA TANGARÁ - DESTAQUE EMPRESARIAL 2016


Centros de Referência de Assistência Social de Tangará realizam encerramento de Cursos

Os eventos aconteceram nos CRAS da Vila Araputanga e Jardim Rio Preto.

Os CRAS - Centros de Referência de Assistência Social Setor 1 – Vila Araputanga e Setor 3 – Jardim Rio Preto realizaram encerramento de Cursos. Na última sexta-feira 19/05 o CRAS 1 – Vila Araputanga, realizou o Encerramento do 1º Grupo de Gestantes “Correntes do Amor” e do Grupo de Artesanato. Segundo a Coordenadora Idalina Tayano, o curso foi muito produtivo e alcançou o objetivo desejado. As gestantes e alunas do Artesanato participaram de um sorteio de brindes, em seguida as gestantes receberam um kit que foi ofertado pela Secretaria Municipal de Assistência Social. Houve também apresentação de um Ballet.

Nesta segunda-feira 22/05 foi a vez do CRAS 3 – Jardim Rio Preto realizar o encerramento das atividades do “Grupo de Gestantes do Serviço de Proteção e Atendimento Integral a Família. 22 alunas Gestantes e 12 alunas do Artesanato participaram do Curso, que foi realizado durante 3 mes com 12 aulas. A Dra. Thereza Érica, psicóloga do CAPS proferiu uma palestra para as Gestantes e em seguida uma dinâmica com o grupo.

Aconteceu um sorteio de vários brindes com as gestantes e alunas do Artesanato. Em seguida foram distribuídos os kits ofertados pela Secretaria de Assistência Social. “O resultado alcançado foi altamente produtivo”, comentou a Coordenadora do CRAS 3 – Rio Preto, Giselle Machado Dias.

Por Humberto Ferreira - Redação

Com o tema "50 tons de cinza", Chá do Lions Clube repete sucesso em Tangará

Com o tema ’50 tons de cinza’, o Lions Clube de Tangará da Serra promoveu com grande sucesso na tarde deste sábado (20) mais uma edição do Chá Beneficente.

Desfile de moda, sorteios de prêmios, brincadeiras e o delicioso coquetel fizeram parte da programação.

A Primeira Dama do Lions Clube de Tangará da Serra, Rosana Cleier de Souza Oliveira , ressaltou o sucesso de mais uma edição do evento, agradecendo a presença de todas as convidadas. “Graças a Deus esse ano tivemos a venda de 450 convites que é nosso limite máximo e todas elas estão aqui prestigiando nosso evento”.

Rosana agradeceu a todas pela participação. “Foi graças a participação de todas, graças aos patrocinadores e aos colaboradores que conseguimos atingir esse limite e vamos conseguir ajudar a casa do adolescente e também a assistência social com cadeiras de rodas, leitos e cestas básicas para as pessoas mais carentes”.

Fonte: Heverton Luiz com Franthescolly Gomes - Redação RP

TJ instala a 2ª Vara Criminal em Tangará da Serra

Fórum de Justiça de Tangará da Serra
A cerimônia de instalação foi realizada na tarde desta 6ª-feira (19), com presença de autoridades dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo de Tangará da Serra e do Estado de Mato Grosso.

Conforme havia anunciado em visita recente a Tangará da Serra, o Desembargador Rui Ramos, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso agilizou a instalação da nova Vara de Justiça Criminal no município. “Trouxemos esta 2ª Vara Criminal pela necessidade de uma estruturação mais adequada da Justiça Criminal. Temos no estado, como no Brasil, algumas dificuldades neste sentido, aspectos que dificultam a jurisdição criminal. É uma insuficiência de Varas, de Juízes Criminais e Cartórios Criminais que acabam por delongar a conclusão do Processo Criminal e por consequência demora mais a resposta penal. E é por isso que o cumprimento da pena fica igualmente prejudicado”, disse.

Em entrevista à Rádio Pioneira, o Desembargador destacou que é preciso corrigir os rumos da Justiça Criminal no país e em Mato Grosso para que possa ser mais célere e por conta disto, colaborar para diminuir a insegurança pública. “Quanto mais se demora, mais se alimenta a ideia de impunidade. Que não há punição, que por uma razão ou outra não são condenados. A demora no julgamento deste processo é um fator de colaboração para esta sensação de impunidade que alimenta a prática de novos crimes. Cabe ao Judiciário resolver isso e estamos trabalhando com rigor para aumentar o número de Varas Criminais”, afirmou.

O Deputado Estadual Vagner Ramos prestigiou a instalação, agradecendo o empenho do Presidente do Tribunal de Justiça para alcançar esta melhoria para a Comarca de Tangará da Serra. “O novo presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Rui Ramos, desde que entrou fez excelente diálogo com os outros poderes. Na Assembleia Legislativa temos trabalhado no sentido de dar condições ao Tribunal de Justiça para que possa fazer as mudanças que precisam ser feitas. O desembargador veio e viu a deficiência que temos com mais de 7 mil processos de 3 Delegacias sendo enviados para uma única vara. Com a manifestação do Diretor da Comarca local, da OAB e demais autoridades, está sendo instalada esta vara. Quem tem processos na vara criminal verá que se resolverá o mais rápido possível e ter agilidade”.

O Juiz Diretor do Fórum Dr. Flávio Maldonado Barros, ressaltou a grande necessidade do reforço que representará a 2ª Vara Criminal na Comarca. “É uma vara que recebe mais de 3.500 processos por ano e isso mostra a necessidade de duplicação. A Justiça Criminal não admite transição. A regra no processo criminal é a instrução. Cada processo que entra demanda um trabalho hercúleo e esta vara é realmente uma necessidade aqui em Tangará da Serra”, afirmou.

Também o Juiz Titular da 1ª Vara Criminal de Tangará da Serra Dr. João Francisco, ressaltou a agilidade que virá com a instalação. “Vamos ganhar agilidade. Os processos deverão ser julgados com mais rapidez e com certeza diminuiremos o indesejado estoque que já existe. Ao longo destes anos, sempre ficava um pouco em estoque, o que deve ser eliminado agora”.

Ele explicou ainda que a A 2ª Vara ficará com cartas precatórias, processos afetos à Lei Maria da Penha, além de metade da distribuição de todos os processos. A Vaga de Juiz deve ser preenchida na próxima semana com concurso de remoção para magistrados.

O Promotor Dr. Milton Matos, Titular da 1ª Promotoria de Justiça Criminal disse que a instalação é importantíssima. “Já temos uma estrutura hoje e uma demanda de processos na área criminal que há muito tempo precisava desta instalação. Temos cinco Delegados de Polícia em Tangará da Serra. Temos o CISC com dois Delegados, Delegacia da mulher, Delegacia de repressão a trafico, comando regional da PM, Batalhão da PM, temos dois Promotores Criminais e temos apenas um Juiz. Todo o aparato de segurança e prisões acabava desembocando em uma vara criminal apenas. Por mais que o Juiz trabalhe, é impossível dar conta desta demanda, porque, no processo criminal é sempre necessária a realização de audiências e é impossível para um juiz só realizar todas”.

Ele ressaltou que com a atuação de um único Juiz Criminal acabava ocorrendo a prescrição de crimes e lentidão. “Para réus presos se dá prioridade, mas para os réus soltos não há esta agilidade e todos querem e está na constituição que todos têm direito a um processo com duração razoável. Tenho certeza que vai ganhar a população de Tangará, dará resposta rápida e adequada a quem comete crimes”.

Por Marlenne Maria com Heverton Luiz - Redação Rádio Pioneira